Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog PT Empresas

Conheça e inspire-se para melhorar o seu negócio. Siga as últimas tendências tecnológicas e conheça histórias de sucesso.

O futuro do trabalho passa pelos smartphones?

O futuro do trabalho passa pelos smartphones?

A rápida inovação na área das telecomunicações está a transformar os telemóveis em potentes ferramentas de trabalho, ameaçando destronar os tradicionais portáteis e computadores de secretária nos escritórios ao longo dos próximos anos.

 

Se lhe perguntarem qual o objeto que anda sempre consigo, a resposta mais provável será o telemóvel. Não porque este seja hoje uma mera ferramenta para falar com os amigos ou a família, nem tão pouco um símbolo de status ou um objeto de entretenimento para espreitar as redes sociais enquanto espera pela consulta médica ou antes de entrar para uma reunião. O telemóvel é, sim, assumidamente uma ferramenta de trabalho sem a qual se torna difícil gerir o dia-a-dia.

 

Mais pequenos e leves, utilizáveis em qualquer local e momento, e com aplicações cada vez mais seguras e avançadas, os smartphones conseguem hoje substituir os PCs. Na hora de investir, são cada vez mais as empresas que optam por entregar aos seus funcionários potentes telemóveis, não como bónus salarial, mas como forma de garantir uma rápida e eficiente ligação ao escritório. Com efeito, e ao contrário dos computadores, os pequenos aparelhos permitem-nos manter uma permanente ligação à empresa ou ao negócio, deixando para trás os tempos em que era preciso estar no escritório para terminar uma apresentação, um complexo relatório financeiro ou simplesmente responder a um email.

A forma como trabalhamos está a mudar muito rapidamente. E, quem sabe o que virá substituir os smartphones? 

Depois da aposta no entretenimento, as grandes marcas de telemóveis viram-se para o mercado laboral, apresentando soluções cada vez mais seguras na partilha de dados sensíveis das empresas.

 

Basta olhar para os relatórios das grandes marcas de telecomunicações para verificar que uma grande fatia do investimento está a ser direcionada para a investigação e desenvolvimento dos seus produtos, enquanto decrescem os orçamentos reservados aos computadores. A acompanhar esta tendência, surge uma quebra continuada nas vendas dos computadores, sobretudo quando comparada com os crescimentos observados entre os gigantes dos telemóveis.

 

Quando a fronteira se esbate

Em viagem, durante o almoço ou discretamente a meio de uma reunião, hoje é possível concluir diferentes tarefas a partir de um telemóvel. A barreira entre o trabalho no espaço físico do escritório tende a esbater-se. Com todas as vantagens e desvantagens que daí advêm.

 

Se, por um lado, as empresas conseguem aumentar a sua produtividade e é possível trabalhar de forma mais eficiente e rápida, por outro, o espaço profissional e pessoal perde cada vez mais fronteiras, sendo frequentes os apelos para solucionar questões laborais durante os tempos de descanso ou quando o funcionário se encontra fora do escritório.

 

A disponibilidade quase ininterrupta permitida pelos telemóveis ganhou uma tal dimensão nos últimos anos que, em alguns países como a França, os trabalhadores conquistaram o “direito à desconexão”, uma forma de garantirem a defesa dos tempos de descanso.

 

Já em 2015, ano em que foi aprovada a lei, 71% dos inquiridos num estudo da consultora Deloitte em França, revelava que acedia ao email de trabalho a partir dos seus smartphones durante a noite, fins-de-semana ou férias. Embora entre estes inquiridos existisse quem acedesse por livre vontade e nem sempre por obrigação patronal, 76% das pessoas contactadas para o estudo consideravam que esta prática tinha um impacto negativo nas suas vidas, quer a nível pessoal, quer profissional.

 

Uma guerra de gigantes

Enquanto os novos modelos de trabalho se ajustam às rápidas mudanças tecnológicas, os grandes fabricantes de computadores e de telemóveis disputam este mercado tão apetecível. Os ciclos de atualização dos programas utilizados em cada equipamento, bem como a facilidade de acesso aos mesmo são fatores de atração dos consumidores. E nesta corrida, os smartphones têm vindo a conquistar terreno, com ciclos cada vez mais pequenos enquanto os dos computadores vão aumentando. No mercado, empresas como a Google e a Apple apostam em acessórios para facilitar a escrita e o uso profissional dos pequenos aparelhos, com teclados, aplicações que permitem editar ferramentas de trabalho como PDF ou auxiliares de voz.

 

Em 2015, a consultora especialista em tecnologia International Data Corporation estimava que 37,2% dos trabalhadores a nível mundial já trabalhavam fora do escritório com recurso aos smartphones. Um estudo da consultora Gartner prevê que, em 2021, um terço das médias e grandes empresas já deverão ter implementado novas formas de trabalho com recurso ao trabalho remoto. Entre estes novos modelos incluem-se o trabalho virtual e remoto ou a redefinição dos espaços físicos dos escritórios. Ao longo dos próximos dez anos, também os smartphones deverão sofrer avanços gigantescos, em particular na melhoria dos sistemas de reconhecimento de voz.

 

No futuro, o trabalho pode ser realizado à distância, poupando os encargos com escritórios caros e dando maior liberdade de movimentos a quem trabalha. Para as novas gerações, mais do que um benefício, o trabalho à distância é encarado como uma necessidade, normal para quem está habituado a viver ligado e a viajar pelo mundo.

 

Os avanços tecnológicos já não deixam espaço para dúvidas de que a forma como trabalhamos está a mudar muito rapidamente.E, quem sabe o que virá substituir os smartphones? No entanto, mesmo com a sua adopção por um número cada vez maior de empresas, existirão sempre momentos em que é imprescindível ir ao escritório e reunir pessoalmente com colegas e clientes. Apesar de ser possível recorrer à tecnologia para a maior parte dos contactos e reuniões é saudável manter o contacto humano e presencial.

 

Artigos Relacionados

  • Como a mobilidade está a mudar o mundo do trabalho

    Este nível de ligação e de confiança requer um novo tipo de relação, não só profissional, mas também pessoal.Saiba mais

  • 5G, a velocidade que vem do futuro

    O 5G permitirá ainda uma maior conectividade entre aparelhos, com a Internet of Things (IoT) a tomar o papel principal.Saiba mais

  • Verão, férias, descanso e cibercriminosos

    Conheça alguns cuidados a ter quando vai de férias.Saiba mais

Soluções Recomendadas

  • Smartphones Dual SIM

    SMARTPHONES DUAL SIM

    Junte 2 cartões num smartphone.Saiba mais

  • Videoconferência

    VIDEOCONFERÊNCIA

    Reuniões em direto para o mundo, de forma simples e sem deslocações.Saiba mais

  • Colaboração

    COLABORAÇÃO

    Dê mais mobilidade e flexibilidade à sua empresa.Saiba mais

Pesquisar

 

Newsletter