Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog PT Empresas

Conheça e inspire-se para melhorar o seu negócio. Siga as últimas tendências tecnológicas e conheça histórias de sucesso.

Tire partido das redes sociais do turismo para dinamizar o seu negócio

Tire partido das redes sociais do turismo para dinamizar o seu negócio

Basta passear pelas principais cidades e zonas litorais do país para perceber que o turismo tem aumentado de forma significativa, e que a maioria dos visitantes já substituiu os mapas e guias em papel pelo smartphone ou tablet. E que tal tirar partido desta mudança para o seu negócio?

 

Portugal tornou-se um destino da moda no turismo e atrai cada vez mais visitantes europeus, mas também de outras origens, desde o continente americano ao asiático. A oferta diversificada, entre turismo cultural e de lazer, e a boa relação de preço/qualidade, são algumas das razões apontadas para o aumento de visitas, a que se soma o clima de segurança que contrasta com muitos outros locais tradicionais onde as ameaças de violência e terrorismo têm aumentado.

 

Segundo os últimos números do INE, o número de dormidas em estabelecimentos cresceu 5,1% em maio deste ano para os 5 milhões, e no acumulado desde janeiro o crescimento foi superior a 10%, sendo acompanhado pelas receitas. A larga maioria desta subida resulta da procura externa, com predomínio dos turistas do Reino Unido, França, Países Baixos e Espanha.

 

Portugal é hoje o sexto país europeu com maior proporção de turistas estrangeiros, significativamente acima da média comunitária, e a divulgação de destinos como Lisboa e Porto por parte de revistas de viagens tem ajudado e posicionar o país entre os mais apetecíveis.

 

Quem está no negócio do Turismo, Comércio e Restauração não ignora as boas notícias mas pode ainda potenciar os seus efeitos com algum trabalho no posicionamento em alguns serviços, referências e também em tecnologia. Em cada uma destas áreas há pontos a explorar que podem trazer resultados a curto prazo, mas também benefícios a médio e longo prazo.

 

Como bem posicionar-se nos serviços de turismo

A internet e as aplicações móveis são hoje as principais fontes de referência dos turistas no planeamento das viagens. É online que começa a descoberta de um destino turístico, com o estudo dos locais a visitar e atividades a desenvolver, para além da reserva de viagens, alojamento e veículos, ou marcação de excursões guiadas.

 

Um estudo realizado na Universidade de Aveiro no âmbito de um doutoramento em Marketing e Estratégia, mostra que a maioria dos turistas leem comentários online antes de reservarem um hotel e que esta apreciação acaba por ter mais peso na escolha do que o preço. Serviços como o Tripadvisor, o Booking ou mesmo o Airbnb exploram estes comentários para dar mais informação aos viajantes e convém estar bem posicionado se quer ver crescer o seu hotel, ou restaurante.

 

Há também aplicações móveis de cada um destes serviços, mas na área da restauração dominam outras referências, como a Zomato, que tem uma componente de reservas e de publicidade que pode ser explorada para ganhar mais clientes.

 

apps redes sociais.png

 

Para melhorar a forma como o seu negócio é encontrado nos motores de busca, explore o SEO (Search Engine Optimization) do seu site, mas não esqueça os passos básicos: registe a empresa no Google Maps, com localização correta, horários, fotografias e dados relevantes. O Facebook e o Instagram são também boas apostas, com divulgação de imagens apelativas e mensagens mais personalizadas, acompanhadas de hashtags (#) variados, como #melhorbifedeLisboa, ou algo do género. E a propósito dos comentários e posts, diversifique a língua de comunicação para alargar o âmbito de visitantes alcançado.

 

O acompanhamento das tendências é importante para perceber o que está a gerar mais procura, e a atrair mais visitantes online, porque esses são os temas onde deve colocar mais empenho. Nesta área há por vezes novas modas que podem ser aproveitadas, como a mais recente febre do jogo Pokémon Go, que está a dinamizar a movimentação de muitas pessoas. Já existem organizações de encontros de Pokémon Go, excursões para apanhar pokémons e restaurantes que abrem as suas portas as fãs do jogo, colocando “lures”, que são uma espécie de “isco” para atrair os bonecos virtuais, e os turistas também.

 

Colecionar referências é importante

Para além dos comentários nos principais serviços, que são de iniciativa própria dos clientes, há referências que pode tentar colecionar, fazendo a partilha no Instagram ou Facebook do negócio dos melhores posts dos seus visitantes, ou dinamizando mesmo algum concurso com prémios para a melhor selfie no estabelecimento, por exemplo.

 

Tentar conseguir uma visita ou referência de publicações da especialidade, ou de bloggers mais conhecidos, pode ser uma boa estratégia para trazer mais clientes ao seu espaço.

 

Existem várias organizações que trabalham na melhoria destas referências e há muita documentação online que pode consultar para tentar obter melhores classificações.

 

Em última análise, os comentários conseguidos também podem ser uma forma de perceber o que pode melhorar no seu serviço. Até porque a velha máxima diz que o cliente tem sempre razão.

 

Onde entra a tecnologia nesta equação?

A tecnologia já está na base dos pontos relacionados com o posicionamento e as referências, mas há mais alguns elementos em que pode investir para conseguir captar maior atenção e visitas virtuais, que se traduzam em visitantes reais.

 

Um bom website, apelativo, com informação atualizada e possibilidade de marcação, acesso a contactos e preços (quando possível) é uma base incontornável. E não se esqueça também de criar uma página no Facebook e no Instagram e de as ir atualizando, e respondendo às mensagens dos utilizadores.

 

Mas há mais: hoje todos os clientes valorizam o acesso gratuito ao WiFi e é um dos pontos mais importantes na procura de alojamento, e até de um restaurante ou esplanada. Convém ter uma boa infraestrutura de acesso, suportada numa ligação robusta, para não defraudar os seus visitantes.

 

Uma boa estratégia pode ser também de usar a tecnologia de beacons, que começa a ser mais popular. Os beacons são pequenos transmissores Bluetooth de baixa potência que comunicam com os smartphones que passam na sua proximidade, enviando pequenas mensagens de texto, informações sobre produtos ou serviços, promoções ou outras. Na prática funcionam um pouco como ter uma pessoa na porta da loja a “chamar” clientes ou distribuir folhetos, mas desta vez no telemóvel.

 

As mensagens podem ser personalizadas ou mais gerais, e usar informação sobre o tipo de apps instaladas no smartphone, nomeadamente de parceiros. Pode ser também uma forma de convidar os clientes a fazer comentários ou interagir com as redes sociais da loja, hotel ou restaurante.

 

Note porém que não convém abusar. Há cada vez mais utilizadores a privilegiar a privacidade, sentindo-se incomodados com aquilo que consideram ser uma “invasão” do seu espaço, embora a maioria ainda valorize a possibilidade de aceder a promoções e descontos, sobretudo dentro das suas áreas de interesse.