Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog PT Empresas

Conheça e inspire-se para melhorar o seu negócio. Siga as últimas tendências tecnológicas e conheça histórias de sucesso.

IoT. A tecnologia que dá vida a coisas

IoT. A tecnologia que dá vida a coisas

Quatro produtos de Internet das Coisas saíram vencedores da segunda edição do IoT Challenge promovido pela PT Empresas.

 

Nesta nova era do digital, as máquinas comunicam entre si, dando voz às coisas. Na base desta evolução está a tecnologia machine to machine (M2M), responsável pela troca de informação entre dispositivos sem necessidade de assistência manual das pessoas. A M2M dá forma ao conceito Internet das Coisas ou Internet of Things (IoT), um sistema que, por meio de identificadores, liga computadores, máquinas mecânicas e digitais, objetos, animais e até pessoas.

 

O que é disruptivo é que a passagem de dados não precisa de mão humana. Mas, o que é uma coisa na Internet das Coisas? Pode ser uma pessoa com um implante monitorizável de coração, um animal de quinta com um chip debaixo da pele (biochip) ou um automóvel com sensores que alertam o condutor quando o ar dos pneus está em baixo.

 

Todos os objetos que, com um endereço IP (Internet Protocol), têm a capacidade de transferir dados para outro dispositivo. Um sensor com um cartão SIM permite que um objeto “fale”, passando informação para outra máquina. É esta a tecnologia base dos 12 projetos de IoT apresentados na segunda edição do IoT Challenge, com que a PT Empresas pretende ajudar as empresas a fazer parte do ecossistema digital através da aceleração de startups.

 

Depois da fase de aceleração, nos dias 13 e 14 de setembro as equipas foram acompanhadas por um grupo de mentores, ouviram oradores inspiradores e concluíram os seus projetos no espaço do Centro de Congressos de Lisboa. No último dia fizeram os seus pitch e quatro soluções saíram vencedoras. No topo das preferidas do júri ficou a Domatica, com o EdgeServer Node, um produto que permite o diálogo entre um dispositivo colocado, por exemplo, numa máquina industrial ou num curral de porcos de uma exploração agrícola, e uma plataforma que gere a informação.

 

O destino final dos dados já analisados é o telemóvel ou tablet do gestor da fábrica ou da propriedade agrícola. Numa quinta com produção de animais, o EdgeServer Node é instalado em cada pocilga e estábulo, por exemplo, para monitorar a temperatura, a humidade, e os sistemas de ventilação e aquecimento. No resto dos espaços da propriedade agrícola, outro EdgeServer Node monitoriza o consumo de energia, o nível da água dos tanques e o stock de comida nos silos. Fundada em 2002 em Portugal onde tem três escritórios, a tecnologia da Domatica já está a ser usada em Portugal, Espanha, Irlanda, Itália, Reino Unido, Rússia, Emirados, Kuwait, África do Sul, China, Brasil, México, Grécia, Angola e EUA, como explicou ao Dinheiro Vivo Pedro Pina, vice-presidente de desenvolvimento de negócio da Domatica desde 2008.

 

Também a equipa da empresa Thought Creator foi uma das preferidas do júri com o Loka. Este dispositivo de baixo custo faz a monitorização da temperatura de arcas frigoríficas em supermercados, armazéns, restaurantes e bares. A ideia é evitar que os alimentos se estraguem por falta de controlo da temperatura das arcas. Em 2018 querem ter um milhão de dispositivos colocados. O terceiro produto foi o SmarLock, que ajuda os proprietários de imóveis de alojamento local a gerir o acesso às casas sem terem de se deslocar para fazer o check in e entregar as chaves. A dona do produto é a Tulamove que tem como atividade principal o desenvolvimento de veículos elétricos sem condutor, com sede no acelerador Instituto Pedro Nunes, em Coimbra.

 

A escolha do público recaiu num sensor que, quando colocado numa botija de gás, envia a informação sobre se este objeto pesado está cheio ou vazio diretamente para quem precisa do conhecimento para atuar. Nesta edição, a Nesto, também vencedora do ano passado, apresentou o Nesto Rack, que identifica a quantidade total de garrafas de gás que estão guardadas num expositor.

 

Gestão preditiva de avarias

A Portugal Telecom começou nesta caminhada de Internet das Coisas em 2012 com o lançamento da plataforma de conetividade gerida e hoje oferece?s soluções chave na mão em várias áreas: gestão de frotas & localização de ativos, segurança de pessoas, gestão agrícola, gestão de espaços verdes, gestão de resíduos, iluminação pública, eficiência energética, e telemetria de água. “A ideia é recolher dados e atuar remotamente com o objetivo de poupar”, resume Inês Ferreira, responsável de IoT da Altice PT.

 

O seu grande projeto foi a tele contagem elétrica com a EDP, uma solução que permite a contagem à distância do gasto de eletricidade das nas nossas casas de modo que a faturação seja feita com base em dados reais e não por estimativa. Hoje tem 900 clientes de soluções de IoT. No futuro, tal como contou ao Dinheiro Vivo Inês Ferreira, “vamos lançar uma solução aplicada a transportes pesados”. A solução de gestão preditiva de avarias permite, através de centenas de sensores ligados em vários pontos do camião, antecipar avarias. Isto é útil na medida em que quanto mias cedo for o problema identificado, mais cedo o transporte pode ser levado à oficina, evitando que a avaria se agrave.

 

Artigo publicado em Dinheiro Vivo

 

Artigos Relacionados

  • Como poupar milhares de euros com rega inteligente?

    Esta é uma pergunta que pode ter diversas respostas, consoante a dimensão da cidade e dos espaços que necessitam de rega.Saiba mais

  • White Paper: Smart Cities, as cidades do futuro

    As cidades atraem cada vez mais população e é necessário criar as melhores condições para acolher os cidadãos.Saiba mais

  • Uma viagem de bicicleta na era da Internet das Coisas

    Compete às empresas desenvolverem a Internet das Coisas com serviços, aplicações, que ajudem a facilitar a vida e os negócios.Saiba mais

Soluções Recomendadas

  • Iot Place

    IOT PLACE

    Para criar e gerir as suas soluções IoT com simplicidade e rapidez, de forma segura e escalável.​​Saiba mais

  • Gestão De Resíduos

    GESTÃO DE RESÍDUOS

    Maior eficiência na gestão da recolha de resíduos.Saiba mais

  • Gestão De Iluminação Pública

    GESTÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA

    Cidades com mais iluminação e maior controlo dos consumos de energia elétrica.Saiba mais