Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog PT Empresas

Conheça e inspire-se para melhorar o seu negócio. Siga as últimas tendências tecnológicas e conheça histórias de sucesso.

Está pronto para internacionalizar o seu negócio?

Está pronto para internacionalizar o seu negócio?

Alargar o mercado fora de fronteiras é uma das medidas relevantes para fazer crescer o negócio, mas é preciso planear a internacionalização e suportá-la em ferramentas que garantam a sustentabilidade a longo prazo.

 

O caminho da internacionalização está a ser feito por cada vez mais empresas, mesmo as de pequena e média dimensão. Um estudo da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa (CCIP) mostra que mais de metade das PME admitem que a faturação gerada pela atividade internacional vai crescer em 2017, e esta é uma oportunidade que não pode ser desperdiçada.

 

O estudo “Um olhar sobre a internacionalização das PME” foi produzido em colaboração com o E-monitor e refere que metade das PME inquiridas (49%) vão aumentar o investimento na internacionalização, enquanto 34% vão manter o nível de investimento além-fronteiras no ano de 2017.

 

No inquérito realizado a cerca de 870 empresas, oito em cada dez já possui processos de internacionalização, existindo um equilíbrio entre empresas industriais, serviços e comércio e retalho. 

 

O inquérito realça que se está perante um processo de internacionalização de empresas, na sua “imensa maioria” de pequena dimensão, eminentemente familiares e em que os acionistas e a gestão se confundem, mas que o objetivo é sobretudo crescer. 42% dos inquiridos admitiram ter-se internacionalizado para crescer em complemento da sua atividade no mercado interno, enquanto 33% afirmam que a internacionalização visou o crescimento num contexto de saturação ou declínio do mercado nacional.


Entre os resultados destaca-se também que 42% das empresas inquiridas nunca encararam o mercado interno como o único espaço de negócio, e que 35% das empresas referem estar em mais de cinco mercados, enquanto 53% têm uma abordagem mais reduzida, com presença entre um e cinco mercados.


A Europa é o principal destino das exportações, com 83%, seguindo-se África (58%), Américas (40%) e Ásia e Médio Oriente (29%). Espanha é, naturalmente, o mercado onde as PME portuguesas mais apostam, seguindo-se Angola, França e Reino Unido.

post 2 destinos de internacionalização.png

 


Inovação e tecnologia para a competitividade


A concorrência global e a necessidade de adaptação a novas realidades, que mudam de forma cada vez mais rápida, exige que muitos dos processos das pequenas e médias empresas sejam cada vez mais suportados na inovação e na tecnologia, e as exportações não fogem à regra.


Já não faz sentido pensar um projeto de internacionalização de forma tradicional, com deslocação de recursos, abertura de escritórios e avaliação e abordagem “física” ao mercado. Não quer dizer que este modelo seja errado, mas há formas mais rápidas e baratas de garantir a expansão dos produtos e serviços, sendo que as plataformas eletrónicas dão aqui uma ajuda fundamental, quer através de emarketplaces onde as empresas podem colocar a sua oferta e responder a concursos quer mesmo através de sites de ecommerce dedicados.


As soluções na Cloud e as ferramentas de colaboração, que permitem a equipas deslocadas manterem-se sempre em contacto e partilhar informações e documentos como se estivessem na mesma sala, são também uma ajuda essencial na organização de todo o processo, sobretudo porque haverá mais necessidades de deslocações e reuniões com clientes nos mercados abordados.


Mas como avançar na internacionalização? Existem várias ferramentas de apoio e a AICEP tem um Guia para PMEs que aborda muitas das questões relacionadas com a seleção de países e destinos, modos contratuais, modos de operação e mesmo a conceção do plano de marketing internacional que pode ser útil. O quê, onde e como internacionalizar, para onde dirigir a sua estratégia e como aplicar no terreno as ideias de exportação, são questões para as quais o Guia oferece respostas adequadas aos diversos tipos e dimensões de empresas, e também modos de operação. O documento conta ainda com uma série de casos de estudo de empresas portuguesas que já internacionalizaram o seu negócio.


A Câmara de Comércio organiza também uma série de atividades de apoio em vários pontos do globo e não esqueça ainda os incentivos financeiros a que pode recorrer, entre os quais o Vale internacionalização, no âmbito do Portugal 2020, que neste momento não tem candidaturas abertas mas que é uma hipótese a considerar. 

 

post 2 mapa ccip.jpg

 

Neste processo de internacionalização, a preparação da estratégia e dos processos na empresa deve ser um dos suportes base, com a definição da tecnologia de suporte e os processos logísticos. E aqui é importante escolher os parceiros certos para cada uma das áreas. A PT Empresas dispõe de uma gama de produtos e serviços de comunicações, colaboração e Cloud Computing que se podem tornar num aliado relevante em processos abordagem a mercados externos e há sempre um gestor de conta pronto a ajudar na definição do melhor modelo.

Artigos Relacionados

  • SERVIÇOS ONLINE ELIMINAM PROCESSOS BUROCRÁTICOS

    O papel das entidades bancárias já deixou, há muito tempo, de ser meramente de apoio financeiro e concessão de crédito.Saiba mais

  • 9 FERRAMENTAS QUE RENOVAM A CAPACIDADE DE COLABORAÇÃO NA SUA EMPRESA

    A Internet está recheada de serviços, plataformas e aplicação gratuitas, ou de baixo custo, que ajudam particulares e empresas a realizar tarefas nas mais diversas áreas.Saiba mais

  • INFOGRAFIA: 5G E O POTENCIAL DE EVOLUÇÃO DAS REDES DE COMUNICAÇÕES

    As redes 5G vão alargar exponencialmente a velocidade da comunicação de dados e garantir maior cobertura, com menor latência.Saiba mais

Soluções Recomendadas

  • Soluções Cloud

    SOLUÇÕES CLOUD

    Soluções que facilitam negócios todos os dias.Saiba mais

  • Alojamento de Site

    ALOJAMENTO DE SITE

    Aloje um site online para a sua empresa.Saiba mais

  • Comunicação e Faturação

    COMUNICAÇÃO E FATURAÇÃO

    Esteja mais próximo dos clientes e fornecedores.Saiba mais