Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog PT Empresas

Conheça e inspire-se para melhorar o seu negócio. Siga as últimas tendências tecnológicas e conheça histórias de sucesso.

A sua empresa já pensa na lógica da Indústria 4.0?

A sua empresa já pensa na lógica da Indústria 4.0?

A transformação digital não está reservada apenas às empresas de comércio e serviços. O sector industrial tem aqui uma oportunidade de se modernizar e criar produtos de maior valor acrescentado e o caminho passa pela Indústria 4.0.

 

O conceito não é novo e a lógica já foi detalhada pelas principais consultoras: a indústria precisa de se modernizar, implementando novas soluções digitais e formando quadros para continuar competitiva a uma escala global. Em Portugal existem fileiras industriais de excelência, com qualidade reconhecida globalmente, como o têxtil, o calçado e a agro-indústria, com empresas sólidas e com capacidade exportadora, mas também um ecossistema de startups que pode beneficiar com esta modernização do tecido empresarial que está em curso.

 

A visão de uma linha de produção interligada com sistemas digitais, usando sensores, robótica e software de otimização de processos, tem a capacidade de aumentar a produção mas também de fornecer dados para tornar todo o sistema mais inteligente e permitir melhores decisões, aumentando a eficiência e a qualidade dos produtos finais.

A estratégia Indústria 4.0 foi colocada no terreno e inclui um conjunto de 60 medidas que podem ter impacto em mais de 50 mil empresas a operar em Portugal 

Segundo dados da consultora PwC, o nível médio de digitalização das empresas do sector industrial deverá crescer de 33% para os 72% dentro de 5 anos e as empresas preveem investir cerca de 5% das suas receitas anuais em digitalização, garantido um retorno em dois anos. A transformação está a acontecer a nível global e Portugal não quer ficar de fora desta modernização.

 

No início deste ano o Governo lançou uma estratégia que pretende ajudar as empresas neste caminho e que conta com parceiros privados que ajudaram a delinear as prioridades em quatro áreas distintas: Agroindústria, Retalho, Turismo e Automóvel. Depois de um trabalho desenvolvido durante uma dezena de meses, a estratégia Indústria 4.0 foi colocada no terreno e inclui um conjunto de 60 medidas que podem ter impacto em mais de 50 mil empresas a operar em Portugal, e que prevê formar e requalificar mais de 20 mil trabalhadores na área das competências digitais.

 

E como pode a sua empresa beneficiar deste programa? Os apoios ao desenvolvimento de estratégias de transformação digital nunca são demais, e a Indústria 4.0 tem já uma lógica montada para ajudar as empresas a seguir o caminho da modernização, facilitando também a formação dos colaboradores.

 

Vão ser mobilizados Fundos Europeus Estruturais e de Investimento até 2,26 mil milhões de euros de incentivos através do Portugal 2020 e está prevista a implementação do Vale Indústria 4.0, um instrumento de apoio à transformação digital através da adoção de tecnologias que permitem mudanças disruptivas nos modelos de negócio de micro e PME, como por exemplo a contratação de sites de comércio eletrónico ou de software de gestão fabril a prestadores certificados, que possam garantir maior eficiência nos processos.

 

A previsão é que as medidas do Indústria 4.0 permitam que sejam injetados na economia até 4,5 mil milhões de euros de investimento nos próximos 4 anos.

 

Diversas empresas multinacionais associaram-se ao Governo na definição desta estratégia, entre as quais a Altice-PT, a Bosch, a Deloitte, a Google, a Huawei, a Microsoft, a Siemens ou a Volkswagen, que integram o Comité Estratégico da Iniciativa Indústria 4.0 juntamente com a Agência Nacional de Inovação, o Compete, a CIP, a Cotec, a GS1, o IAPMEI, o IPQ e o Turismo de Portugal, num total de mais de 15 entidades.

 

A COTEC é a entidade responsável pela monitorização da estratégia e pela atualização das medidas, depois de um protocolo assinado com o Governo que prevê também a atualização da estratégia.

 

Entre as 60 medidas propostas o Governo destaca 10 como mais emblemáticas, sublinhando o financiamento, o programa de competências digitais, os cursos técnicos Indústria 4.0 e as Learning Factories, entre outras iniciativas previstas.

 

A PwC garante que o investimento na Indústria 4.0 tem retorno e calcula que até 2020 o valor investido ultrapasse os 907 mil milhões de dólares por ano, mas que as receitas das empresas vão aumentar mais de 493 mil milhões de dólares no mesmo período, por ano, reduzindo as despesas em mais de 421 mil milhões.  

 

Ainda assim a consultora aconselha as empresas a avançarem passo a passo na sua estratégia, definindo o seu caminho sem seguirem apenas uma moda e ajustando a lógica aos seus modelos, mas acelerando o passo para não perderem oportunidades.

Indústria 4.0

 

E os maiores benefícios vão surgir quando as empresas conseguirem efetivamente pôr em funcionamento a digitalização num ecossistema que envolve parceiros, fornecedores e os clientes.

 

Artigos Relacionados

  • COMO POUPAR MILHARES DE EUROS COM REGA INTELIGENTE?

    O sistema é de fácil implementação e mesmo num campo agrícola é possível gerir sistemas de rega pesados (os pivots), usados em explorações de grandes dimensões.Saiba mais

  • WHITE PAPER: SMART CITIES, AS CIDADES DO FUTURO

    A visão das Smart Cities permitirá otimizar os recursos existentes e juntar informação, comunicação e tecnologias para garantir melhores serviços aos cidadãos e organizações.Saiba mais

  • A INTERNET DAS COISAS E AS COISAS DA SEGURANÇA

    As empresas que desenvolvem tecnologias IoT estão a trabalhar de mãos dadas com especialistas em segurança de forma a travar a pirataria.Saiba mais

Soluções Recomendadas

  • Iot Place

    IOT PLACE

    Para criar e gerir as suas soluções IoT com simplicidade e rapidez, de forma segura e escalável.​​Saiba mais

  • M2M e IoT

    M2M E IOT

    Oferecemos as soluções do futuro, agora.Saiba mais

  • Smart Cities

    SMART CITIES

    Criar e manter uma cidade inteligente.Saiba mais