Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog PT Empresas

Conheça e inspire-se para melhorar o seu negócio. Siga as últimas tendências tecnológicas e conheça histórias de sucesso.

A segurança da sua rede deve estender-se aos cuidados que os colaboradores têm em casa

A segurança da sua rede deve estender-se aos cuidados que os colaboradores têm em casa

Por muito robustos que sejam os sistemas de segurança que tem na empresa, tudo pode cair por terra por más práticas dos utilizadores, especialmente se usarem os seus próprios dispositivos no trabalho.

 

Os modelos de Bring Your Own Device (BYOD) têm muitas vantagens, incluindo a de agradar a utilizadores avançados que querem usar um determinado tipo de smartphone ou computador e não querem estar limitados pelas opções das empresas, mas também trazem desvantagens. E a segurança é uma delas.

 

As más práticas de segurança pessoais podem pôr em risco a segurança de toda a empresa e é necessário que todos os colaboradores estejam sensibilizados para esta questão, assumindo a sua quota parte de responsabilidade.

Os ataques informáticos já entraram na lista das principais ameaças ao negócio e podem pôr em causa não só a reputação das empresas como a estabilidade financeira, causando paragem da atividade e multas elevadas, que com o RGPD podem chegar aos 20 milhões de euros ou 4% do volume de negócios global da organização.

 

Não é segredo que os hackers procuram explorar os pontos mais vulneráveis nas empresas, sejam eles falhas nas infraestruturas e deficiências na atualização de sistemas, sensores de IoT ligados às redes ou os colaboradores. E estes têm sido um dos alvos mais frequentes, até porque através deles os cibercriminosos podem transmitir infeções de malware a toda a rede ou lançar ataques para roubar informação comercial, aceder aos sistemas e até destruir dados importantes para o negócio.

 

A utilização dos dispositivos pessoais no trabalho deve por isso ser acompanhada de uma forte componente de segurança que se estende à rede doméstica e às práticas de ligação a outras redes de comunicações não seguras. As empresas devem definir políticas rigorosas de utilização e implementar soluções que protejam os dados e a informação de acesso à rede.

 

Este é um dos pontos abordados num White Paper publicado pela PT Empresas, que define os pontos estratégicos de segurança a aplicar nas organizações, mas nunca é demais reforçar a proteção do negócio, até porque os hackers são cada vez mais organizados e têm ferramentas que fazem a análise de vulnerabilidades de forma massificada, sem olharem à dimensão das empresas nem à sua localização geográfica ou âmbito de atividade.

 

E nem tudo tem a ver com tecnologia. Uma análise da consultora BCG às maiores perdas de dados conhecidas, que levaram à perda de informação de milhões de clientes, revela que a tecnologia só foi responsável por 28% dos problemas, ficando os outros 72% classificados como falhas organizacionais, de processos e de pessoas.

 

Se quer criar uma política mais segura, partilhe informação com os seus colaboradores nas políticas de utilização. A prática é cada vez mais comum e mesmo o Ministério da Saúde vai publicar em breve uma lista com os 10 mandamentos da segurança que será distribuída por todos os funcionários e serviços daquele organismo.

 

Aqui ficam oito recomendações que deve passar aos seus colaboradores:

  • Proteger as redes WiFi com nomes e passwords mais seguras – se não mudar o nome da rede e deixar a definição pré-instalada está a facilitar a vida dos hackers, que podem explorar as vulnerabilidades do modelo específico. A rede WiFi é uma porta de acesso a outros dispositivos instalados em casa dos seus colaboradores, incluindo os smartphones e computadores. As recomendações para a password são as habituais: escolha até 20 caracteres incluindo números, letras e símbolos.
  • Usar autenticação forte nos equipamentos – O bloqueio por palavra passe, impressão digital, reconhecimento de rosto ou PIN é essencial para evitar que outros possam aceder ao equipamento se este for perdido ou roubado. E deve ter associada a encriptação dos dados. Faça também a sensibilização para que sempre que se afastarem do computador bloqueiem a sessão para que ninguém possa usar esses momentos para aceder à informação.
  • Pensar antes de clicar – por muito apetecíveis e personalizadas que pareçam as promoções que chegam por email, na caixa de correio profissional ou pessoal, podem trazer vírus e outro tipo de malware associado. Em muitos casos pode ser phishing, um esquema para recolha de dados pessoais como passwords ou informação de cartão de crédito. É importante treinar os colaboradores para validar algumas questões: Quem é o remetente? Isto é uma mensagem segura? Preciso mesmo de abrir este ficheiro ou seguir este link? Esta informação é realmente direcionada a mim ou é geral?
  • Pensar antes de partilhar informação sensível nas redes sociais ou em sites públicos – é importante manter claro nas políticas que a informação de negócio não deve ser partilhada em redes sociais ou sites públicos. Ajude os colaboradores a perceberem as ferramentas de proteção de privacidade no Facebook e noutras redes e sensibilize-os para não aceitarem pessoas desconhecidas nas suas redes.
  • Fazer updates e correções de software de forma regular – Ao contrário dos dispositivos da empresa que são geridos pela equipa de TI, os equipamentos pessoais estão dependentes do cuidado dos seus donos nestas atualizações, que são essenciais e podem evitar dissabores, como os recentes ataques de ransomware semelhantes ao Wanna Cry. É importante definir a atualização automática e aceitar as notificações dos sistemas.
  • Usar uma VPN para acesso remoto – Se quer proteger a comunicação externa é importante disponibilizar uma VPN que possa cifrar as comunicações e que deve estar configurada nos equipamentos dos colaboradores. Desta forma evita roubo de dados mesmo quando estão ligados em redes públicas.
  • Manter diferentes passwords para contas diferentes – usar uma única password pode ser mais fácil de recordar mas é muito menos seguro. Sobretudo se houver um roubo de dados. Cada serviço deve ter a sua própria password, e estas devem seguir as regras de dimensão e uso de letras maiúsculas e minúsculas, assim como números e símbolos. Avise para não escreverem a palavra chave e pode mesmo sugerir a utilização de uma aplicação de gestão de passwords segura.
  • Fazer backups regulares – Este é um passo muitas vezes esquecido mas de grande importância. Normalmente os colaboradores só se lembram do backup quando perdem os computadores ou smartphones, e nessa altura já é muito tarde. Os sistemas operativos têm opções para fazer backups automáticos na Cloud e é fácil e rápido definir esta prática.

A formação e sensibilização de todos os empregados é importante, mas o exemplo deve estender-se a toda a empresa, a começar pela gestão. Ninguém está 100% seguro num mundo cada vez mais ligado, mas grande parte dos riscos podem ser mitigados com um nível de proteção mais assertivo nas empresas.

Artigos Relacionados

  • Defina a segurança dentro dos seus processos e mantenha os hackers longe

    O número e a complexidade dos ataques informáticos têm aumentado de forma exponencial nos últimos anos e as consequências para as empresas são cada vez mais graves.Saiba mais

  • White Paper: Segurança, uma estratégia end to end para a sua empresa

    Faça o DOWNLOAD DO WHITE PAPER, fique a conhecer os riscos e ameaças a que está sujeito e siga as nossas recomendações para proteger a sua empresa.Saiba mais

  • Já imaginou o que sucederia ao seu negócio se os dados da empresa desaparecessem?

    Num mundo em que a acessibilidade e a segurança dos dados são determinantes para a continuidade dos negócios, as empresas precisam de acionar estratégias inteligentes.Saiba mais

Soluções Recomendadas

  • Soluções De Segurança

    SOLUÇÕES DE SEGURANÇA

    A sua empresa 100% protegida.Saiba mais

  • Disco Virtual 360º

    DISCO VIRTUAL 360º

    Armazene sem limites, sincronize e partilhe em segurança ficheiros na cloud.Saiba mais

  • Segurança de Email

    SEGURANÇA DE EMAIL

    Tenha os emails da sua organização sempre protegidos.Saiba mais