Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog PT Empresas

Conheça e inspire-se para melhorar o seu negócio. Siga as últimas tendências tecnológicas e conheça histórias de sucesso.

5 tecnologias com potencial para dar um novo impulso à sua empresa em 2018

5 tecnologias com potencial para dar um novo impulso à sua empresa em 2018

Os consumidores são cada vez mais exigentes, os fornecedores tornaram-se mais rigorosos na interligação de dados e os colaboradores precisam de ferramentas para serem mais eficientes. A resposta passa pela mudança de processos, mas também pela tecnologia.

 

Independentemente da dimensão da sua empresa, seja uma micro, mini ou pequena empresa, os planos de investimento para 2018 têm de certeza uma rubrica destinada à tecnologia. Pode ser só para manutenção de sistemas e soluções já em uso, mas é razoável que os gestores mais prudentes tenham reservado uma fatia para novos investimentos na transformação digital. E muitas vezes os investimentos não têm de ser muito elevados, mas se forem aplicados de forma adequada podem fazer uma grande diferença na competitividade da empresa, refletindo-se em clientes conquistados, faturação e lucros.

 

A consultora Forrester calcula que em 2018 o investimento em tecnologia para empresas e organizações governamentais vai crescer mais de 5%, considerando a aquisição de produtos, software e serviços, estimando-se um ligeiro decréscimo em 2019. No total o valor deverá ultrapassar os 3,2 biliões de dólares, impulsionado pelo crescimento económico sustentado nos mercados maduros, sobretudo na Europa, EUA, China e India.

 

O software e os serviços vão continuar a ser as principais categorias de investimento, com a Cloud a apresentar-se como o principal facilitador. Segundo a consultora, a transformação potenciada pela tecnologia de cloud computing está quase completa em algumas categorias de software, como CRM e eCommerce.

 

As tecnologias empresariais que ajudam as empresas a captar, servir e reter clientes vão continuar a ser uma força de crescimento no mercado de tecnologia, embora com tendências diferenciadas. Há empresas que apostam mais nos serviços e software de contacto com os clientes do que no backoffice, mas este é também essencial para manter o front office a funcionar de forma plena.

 

E no seu caso, o que é mais adequado? Um primeiro passo da análise de quais as áreas onde deve fazer os principais investimentos tem de ser a análise da tecnologia e processos atuais. Quais são os pontos fortes? E quais os pontos fracos? Como pode preparar-se para enfrentar a concorrência e manter os clientes satisfeitos? Os investimentos que fez estão otimizados ou necessitam de maior afinamento para cumprirem as expectativas?

 

Estas e outras questões já foram abordadas no artigo “O seu negócio tira partido de todas as tecnologias digitais que devia?”, onde se referia que depois desta análise é preciso projetar o futuro e considerar quais os próximos investimentos. E isso depende de como quer ver a sua empresa dentro de um a dois anos, preparando a tecnologia para responder a esses desafios.


A análise do que a concorrência está a fazer, e das melhores práticas na relação e resposta aos clientes, mesmo que seja noutros sectores de atividade, é sempre um momento importante desta avaliação e pode ajudar a definir os modelos mais interessantes.


Quais são então as tecnologias onde deve fazer o seu investimento?

Ainda antes do fim do ano as principais consultoras fizeram as suas previsões e apontaram alguns caminhos e áreas que se vão destacar em 2018. Mas embora possam ser uma orientação para os gestores das empresas perceberem quais são as principais tendências, nem todas estão suficientemente maduras e isso pode fazer com que o investimento a fazer seja muito elevado, ou que o resultado prático no negócio demore muito tempo a aparecer. E muitas vezes podem não ser também adequadas ao seu negócio e às necessidades da empresa, pelo que devem ser vistas de forma ponderada.


Ainda assim, não devem ser ignoradas e vale a pena fazer uma análise séria sobre o seu potencial e custos de adaptação ao seu negócio.

 

Na lista abaixo encontra tecnologias referenciadas há alguns anos mas que têm de continuar a ser exploradas, até porque estão mais maduras e isso também permite que os preços sejam mais acessíveis. 

 

  • Cloud – Não é propriamente uma tecnologia nova, mas é incontornável, e não é por acaso que cada vez mais empresas usam soluções na cloud em vez de apostarem em soluções on-premisses. O baixo custo de investimento, a possibilidade de escalar a disponibilidade de forma fácil e rápida e as garantias de performance e segurança são fatores que atraíram os gestores para estas opções, seja em novas soluções de software ou migrando as plataformas existentes. Grande parte das empresas já adotaram soluções baseadas em cloud computing, sobretudo em algumas áreas como o email, backup e disaster recovery, CRM e alojamento de sites ou bases de dados. Mas há muito mais domínios para os quais é importante expandir a estratégia de cloud da empresa para ganhar competitividade.
  • IoT – As soluções de Internet das Coisas têm vindo a ser melhoradas e adaptadas a diferentes áreas de negócio, desde a logística à mobilidade e serviço ao cliente. Ao adicionar inteligência e capacidade de comunicação às “coisas” que antes eram meros elementos passivos, as empresas ganham mais capacidade de responder aos desafios e exigências dos clientes. Esta é uma área onde a Portugal Telecom está a investir desde 2012 e onde mantém uma oferta que vai da gestão de frotas & localização de ativos, segurança de pessoas, gestão agrícola, gestão de espaços verdes, gestão de resíduos, iluminação pública, eficiência energética, até à telemetria de água.
  • Inteligência Artificial – As tecnologias de machine learning e bots já são largamente utilizadas por muitas empresas. Um estudo da Narrative Science indica que 62% das empresas vão usar inteligência artificial até 2018, e que 38% já o fazem atualmente, com benefícios em várias áreas do seu negócio, da automação de tarefas a previsão de atividade relacionada com máquinas, clientes e a saúde do negócio. As assistentes virtuais e os bots são uma das faces mais visíveis desta revolução, massificando o uso de inteligência na resposta a problemas ainda simples e a questões dos consumidores, mas iniciativas como o Watson da IBM mostram que o potencial é ainda muito grande.
  • Segurança e proteção da privacidade – Estas vão continuar a ser áreas relevantes em 2018. As ameaças informáticas são cada vez maiores e mais “profissionalizadas” e é preciso proteger a empresa de intrusões, investindo em segurança e na garantia de que o software está atualizado, mas também na informação e na formação dos colaboradores, que são o elo mais fraco. Boas práticas de acesso a informação, backups e migração de soluções para a cloud fazem parte das recomendações para “sobreviver” sem incidentes graves em 2018. E há ainda a componente de proteção da privacidade, com o novo Regulamento de Proteção de Dados que é um dos grandes desafios para empresas de todas as dimensões em 2018. Um White Paper publicado pela PT Empresas detalha 10 recomendações para preparar a sua empresa, que devem ser seguidas de forma rigorosa para evitar dissabores, mas é importante não esquecer também outras obrigações que decorrem da nova diretiva de segurança das Redes e da Informação (SRI) com efeitos na área da cibersegurança, e a diretiva relativa à proteção de know how e de segredos comerciais, que entram em vigor em maio e junho de 2018.
  • Automatização de processos pela robotização – Quando falamos de robotização é fácil pensar em robots futuristas, com aspeto humanoide e até expressões faciais e capacidades empáticas. Mas não tem de ser exatamente assim. Nas empresas há muita automatização que pode ser feita com robots industrializados, ou com a utilização de drones ou droides. Neste momento, os drones competem com os droids por um lugar de destaque no mundo das entregas e prometem combater pela liderança com todas as baterias que têm. E no plano de software os bots são também uma opção cada vez mais utilizada, respondendo a perguntas básicas dos clientes sem recurso a operadores humanos.

Considere esta lista de tecnologias e veja o que pode aplicar no seu negócio. Calcule o investimento mas não deixe também de fazer as contas aos benefícios a obter. 2018 pode ser um ano mais interessante para a empresa com a utilização de novas tecnologias que tornem o negócio mais competitivo.

Artigos Relacionados

  • Escritório virtual, tornar o mundo num open space

    É preciso assumir que o trabalho é uma atividade e não um posto, que pode ser realizada em qualquer parte graças ao alojamento em cloud.Saiba mais

  • O seu negócio tira partido de todas as tecnologias digitais que devia?

    ERP, CRM, Cloud, IoT, Comunicações Unificadas, BI, Analytics, Chatbots, Blockchain, Inteligência Artificial.Saiba mais

  • Balanço de gestão: 10 erros a evitar em 2018

    O verdadeiro líder é aquele que segue na frente mas entusiasma as equipas, as ajuda a atingir objetivos e assume a sua parte da equação.Saiba mais

Soluções Recomendadas

  • Soluções Cloud

    SOLUÇÕES CLOUD

    Soluções que facilitam negócios todos os dias.Saiba mais

  • Cloud Backup

    Cloud Office 5.0

    Salvaguarde toda a informação do seu negócio e assegure a recuperação dos seus sistemas.Saiba mais

  • Iot Place

    IOT PLACE

    Para criar e gerir as suas soluções IoT com simplicidade e rapidez, de forma segura e escalável.​​Saiba mais